Um poeta realiza uma oferenda à Exu, mensageiro entre Orún (Céu) e Aye(Terra), afim de libertar os caminhos da sua raça que até hoje sofre com um preconceito cultural e estético.